Vegetais fatiados em 5 formas que os deixarão belos e ainda mais saborosos

Confira 5 formas de fatiar os vegetais, deixando o seu prato ainda mais atrativo, interessante, colorido – e cheio de sabor!

Aprenda a fatiar os vegetais em 5 formas práticas e fáceis

As diferentes formas de fatiar os vegetais proporcionam um visual e sabor deliciosos!

Convenhamos: uma boa apresentação de um prato conta muitos pontos! O visual das refeições acaba despertando o interesse e até mesmo o apetite das pessoas, tornando o prato ainda mais atraente aos olhos. Porém, entendemos que com a correria do dia a dia é normal que façamos cortes irregulares e em formatos aleatórios. Mas não se preocupe! Nós do TudoGostoso reunimos 5 técnicas de cortes básicos para vegetais que irão deixar suas receitas impecáveis – além de impressionar seus convidados!

Se só de ler “técnicas” você já se assustou, a boa notícia é que são métodos bem fáceis e práticos que irão te ajudar a fazer cortes uniformes e bem definidos. Isso porque os cortes fazem diferença na hora do preparo da receita, tanto no visual e na textura, quanto no sabor. Os cortes grandes tendem a absorver o sabor dos demais ingredientes da receita, enquanto os pequenos tem tendência a se misturar com os demais, e, em conjunto, formar um sabor incrível e delicioso (como no caso de molhos).

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Além disso, a criatividade e variedade nos cortes dos vegetais vão deixar o prato com uma bela estética e com maravilhosas cores, sendo uma boa chance para você aproximar as crianças dos vegetais e fazer com que elas sejam conquistadas por esse alimento tão saudável.

Antes de tudo, se liga nessas dicas de ouro:

– Independente de qual tipo de corte você for realizar nos vegetais, é importante lembrar que é necessário lavar os vegetais, higienizando-os e eliminando qualquer sujeira que possa causar alguma espécie de infecção.

– Uma boa faca com um bom corte faz toda a diferença! Por isso, que tal realizar os cortes com a faca de chef? Esse modelo irá te ajudar a ter mais segurança e precisão na hora de fatiar os vegetais, tornando o processo mais fácil, prático e bonito.

– E como sempre, de forma a evitar acidentes, não deixe que as crianças fiquem perto das facas na hora que estiver fatiando os vegetais. Deixe que os pequenos participem do processo apenas na hora de saborear o prato!

O corte Chiffonade pode cortar vegetais folhosos sem os danificar

Aposte no corte Chiffonade para vegetais folhosos e sem machucados.

Corte Julienne

O corte Julienne funciona como um corte base para os outros. Ele é ideal para todo tipo de vegetal (que seja consistente, como mandiocas, cenouras, batatas, abobrinha, berinjela etc), sendo de extrema versatilidade. Seu formato fica semelhante a de um palito, sendo ideal para serem comidos crus, refogados ou fritos em receitas como caldos, sopas, saladas ou molhos.

Após lavar o vegetal, descasque-o com o auxílio de um descascador e retire as duas pontas do vegetal. Em seguida, faça cortes longitudinais e os empilhe como cartas de baralho. Após isso, você irá fazer cortes longitudinais, formando tiras finas (os “palitos”, como dito anteriormente).

Corte Brunoise

O corte Brunoise são os famosos cubinhos de vegetais que vemos em recheios! Esse corte pode ser interpretado como o “próximo passo do corte Julienne”, pois, para fazê-lo, você precisará apenas reunir os “palitos” à Julienne, e em seguida, cortá-los em pequenos cubos.

Sendo ideal para cogumelos e cebola, o corte brunoise possui rápido cozimento por ser de tamanho reduzido. Por isso, fique atento para não queimar os vegetais, hein?

Corte Macedoine

O corte Macedoine nada mais é do que uma versão de cubos maiores do corte Brunoise. Para isso, você irá descascar e fazer um corte chamado Jardiniere – este que segue o mesmo procedimento do corte Julienne, porém, ao invés de fazer tiras finas como palito, você irá cortar em tiras mais grossas.

Assim, após fazer o corte Jardiniere em tiras maiores, faça o corte Macedoine, cortando-os em grandes cubos.

Corte Chiffonade

O corte Chiffonade é ideal para quem quer fatiar perfeitamente os vegetais folhosos ou ervas – como manjericão e salsinha. Inicialmente, lave as folhas e retire o caule/talo. Em seguida, você irá fazer cortes em tiras – grossas ou finas, fica a seu critério desde que fiquem uniformes. Quando as folhas forem muito grandes (como no caso da couve), enrole-as formando uma espécie de rolinho bem apertado. Após isso, apoie o rolinho em uma tábua e faça cortes com a espessura desejada.

No caso do alface e repolho, procure não os enrolar para não danificar suas folhas. Para isso, apenas os apoie em uma tábua e faça os cortes em tiras, de forma a preservar sua crocância.

Corte Rondelle

E para finalizar, nada melhor do que contar para vocês que o famoso corte em rodelas possui um nome: o corte Rondelle. As rodelas, que podem ser feitas tanto finas quanto grossas, são um clássico que vão bem em qualquer receita com vegetais.

O corte Rondelle é o tradicional fatiado em rodelas.

O clássico corte em rodelas é chamado de corte Rondelle.

Recomendadas
Pela Web