Santo Espetinho Gastrobar: conquistando corações em Porto Alegre

Ex-gerente comercial de autopeças, a cozinheira gaúcha Maira Behn conta como deu vida ao Santo Espetinho Gastrobar, na Zona Sul de POA, e como teve que se reinventar com a chegada da pandemia

Há algum tempo, receitas simples e tradicionais vêm sendo reinventadas Brasil afora. E, desse fenômeno gastronômico, os espetinhos também entraram na onda. Na essência, eles seguem os mesmos; já seu sabor e apresentação… quanta diferença! E tudo isso pelas inspiradas mãos da gaúcha Maira Behn, de 43 anos, que decidiu usar o conhecimento adquirido no curso de gastronomia para transformar os petiscos de rua em opções diferenciadas para o seu estabelecimento, Santo Espetinho Gastrobar. Lá, além dos espetinhos de cordeiro, alcatra, misto, batata com bacon ou caprese — carros-chefes da casa — também são servidos cortes bovinos como entrecôte e costela, os tradicionais escondidinhos de charque, cachurrascos (mistura de cachorro-quente com churrasco) e até feijoada. Tudo isso com direito ainda a uma roda de samba, aos fins de semana.

A gaúcha Maira Behn segura um cachurrasco, mistura de cachorro-quente com churrasco, em frente ao seu restaurante Santo Espetinho Gastrobar

A gaúcha Maira Behn comanda o Santo Espetinho Gastrobar que, além dos petiscos, vende cachurrascos

“Quando comprei a loja, o modelo e a estrutura do negócio já estavam prontos, mas eu achei que podia dar uma reformulada, deixar mais com a minha cara, e optei por oferecer pratos que o público mais procurava”, lembra Maira.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Ao longo dos próximos meses, o projeto Cozinheira & Brasileira – idealizado pelo app de entregas 99Food, em parceria com o Instituto Brasil a Gosto – vai compartilhar receitas caseiras incríveis e que fazem parte da alimentação de muitos brasileiros. Saiba mais sobre a história da gaúcha Maira Behn e acompanhe esse projeto que é a cara do Brasil.

Caso de amor antigo e demorado, mas com final feliz

O caso de amor entre Maira e a gastronomia não é recente. “Sou de uma família de ascendência espanhola e alemã, ou seja, apreciar uma boa comida está no sangue. Aos 16 anos, eu já fazia cursinhos simples, de doces, e testava tudo em casa. Meus parentes eram minhas cobaias”, brinca. Mas aquela antiga relação só se aproximou de um final feliz quando ela decidiu fazer a faculdade de Gastronomia, em 2017. “Como trabalhava – em outra área – e tinha três filhas, pensei em fazer EAD, mas encontrei uma opção semipresencial, ao lado da minha casa, com aulas só aos sábados. Já no segundo semestre, comecei a fazer eventos aos fins de semana”, explica.

Maira vestida como chef comanda as panelas da cozinha do seu restaurante Santo Espetinho Gastrobar

Caso de amor entre Maira e a gastronomia vem de berço, ela é descendente de espanhóis e alemães

Aos 41 anos, tinha um diploma, era gerente comercial em uma firma de autopeças – onde trabalhava há 10 anos – casada, mãe e realizada. Algo, porém, ainda lhe faltava, o que foi percebido por seu chefe na época. “Ele me chamou para conversar, disse que não me sentia mais lá, que me faltava a dedicação de antes e que, se meu desejo era sair em busca de um sonho, me ajudaria”. Após pedir demissão, Maira “raspou a conta” e teve que recorrer também ao auxílio financeiro do, agora, ex-colega de trabalho. “Encontrei o negócio prontinho em um aplicativo de compra e venda. O espaço físico, tudo já estava estruturado. Só era preciso mudar o cardápio”, conta. E foi o que ela fez, em dezembro de 2019, quando adquiriu o Santo Espetinho Gastrobar.

Estabelecimento foi inaugurado às vésperas da pandemia de Covid-19

Em 20 de janeiro de 2020 era inaugurado o Santo Espetinho Gastrobar, com funcionários contratados, cardápio renovado e samba aos fins de semana. Em março, foi decretada a pandemia de Covid-19. “Estava muito bom, dando super certo. Meu marido, que além de engenheiro também é músico, estava adorando comandar as rodas. Ali, meu mundo caiu. O sentimento era de arrependimento puro. Não por ter deixado meu antigo emprego, mas pela situação. Ficamos sete meses sem público, vi muita gente desistir”, lamenta.

Naquele momento, foram necessários fôlego e coragem, o que Maira sempre teve de sobra. Com uma tele-entrega própria e usando seu carro para fazer delivery, o Santo Espetinho Gastrobar sobreviveu ao período mais crítico de isolamento social e, em janeiro de 2021 teve seu deck completamente renovado. Em fevereiro, foi obrigado a, novamente, fechar as portas. E, mais uma vez, a cozinheira e sua família tiveram que se reinventar. Agora, com ajuda do aplicativo 99Food:

“Pedi dinheiro emprestado aos meus pais, usamos o limite do cheque especial, atrasamos contas, foi um período bem difícil. Mas nos recuperamos, como sempre. Hoje, reabertos e funcionando normalmente, estamos aqui para contar essa história”, celebra Maira.

Com resenhas e comentários sempre elogiosos à casa e ao cardápio, Maira diz que, atualmente, tem recebido, inclusive, propostas de compra do restaurante. “Não está sobrando dinheiro, mas não penso em vender, não. Tenho só dois funcionários fixos. Atendemos no local e seguimos com os serviços de delivery. Trabalho muito, mas com satisfação”, conclui.

Gostou? A receita do escondidinho de charque e muitas outras você encontra no site www.cozinheirabrasileira.com.br e no próprio aplicativo. Ficou curiosa (e com fome) só de ler? Então baixa a 99Food e fique de olho nas delícias que vão aparecer por lá!

Recomendadas
Pela Web