Descubra por que você não deve guardar panelas dentro da geladeira

Pare de guardar panelas dentro da geladeira. Embora pareça prático, esse hábito compromete o utensílio e pode prejudicar a saúde. Vem que o TudoGostoso explica todos os detalhes!

Guardar as panelas dentro da geladeira é um costume bastante comum em inúmeras casas. Normalmente preparamos uma quantidade grande de comida, então sobra e, para não estragar, colocamos tudo no refrigerador. No entanto, o que muita gente não sabe é que esse é um hábito prejudicial tanto para a conservação da panela, quanto do alimento.

Por mais inofensivo que pareça, a panela não é o recipiente ideal para guardar sobras de alimentos e nem deve passar tanto tempo em contato com o alimento. Esse assunto parece confuso para você? Calma, que a gente explica por que não se deve guardar panelas dentro da geladeira nas próximas linhas.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Guardar panelas na geladeira pode trazer riscos para a saúde

5 motivos para não guardar panelas dentro da geladeira

São várias as razões pelas quais você não deve guardar panelas dentro da geladeira. Resumidamente, essa prática encurta a vida útil do utensílio e também pode contaminar o alimento. Veja os detalhes:

1. Os alimentos podem ficar contaminados

Talvez você nunca tenha pensado nisso, mas os materiais das panelas podem ser prejudiciais para a saúde, principalmente quando os alimentos ficam muito tempo expostos a eles, como nessa situação de guardar a sobra de comida na própria panela.

A contaminação depende de alguns fatores, como o tipo de alimento e, principalmente, o estado de conservação da panela. Se o utensílio já estiver riscado ou descascado, as chances de contaminação são maiores, principalmente em receitas com bastante água, muito tempo de cozimento ou ingredientes ácidos.

Os metais como alumínio, cobre, ferro e aço inox são prejudiciais para a saúde se absorvidos pelo organismo. Dentre os materiais mais seguros para panelas, estão a cerâmica, barro, vidro e pedra-sabão. Então, se puder, dê preferência para eles.

2. O revestimento da panela pode ficar comprometido

É recomendado descartar panelas com revestimento riscado ou descascado

Sabia que alguns alimentos são capazes de corroer o revestimento das panelas? Isso é mais comum no caso de comidas ácidas, como é o caso do molho de tomate. E isso gera dois problemas: o primeiro deles é a própria deterioração do utensílio, fazendo com que ele dure menos tempo e perca sua eficácia, sobretudo se for antiaderente.

E o segundo é que os resíduos da panela podem se soltar no próprio alimento, que posteriormente vão ser consumidos, oferecendo riscos para a sua saúde. Comer comida com restos químicos não parece boa ideia, não é?

3. O alimento não fica bem vedado

Quando vamos armazenar alimentos na geladeira, o ideal é mantê-los o mais vedado possível. Quanto menos entrarem em contato com o oxigênio, mais tempo tendem a durar. E quando são guardados na panela, essa conservação não acontece tão bem.

As tampas das panelas não são feitas para uma supervedação, tanto que muitas contém frisos para passagem de ar, importante para o cozimento. Dessa forma, pode haver com infiltração de oxigênio e vapor, o que pode resultar na mudança de sabor, textura ou qualidade da comida que ficou na panela.

Dica: de forma geral, evite guardar itens abertos na geladeira, sob risco de estragarem, mudarem de sabor ou transferirem gosto para outras coisas. Isso serve para bebidas e comidas.

4. O choque térmico pode estragar a panela

Se você já tem o hábito de guardar a panela na geladeira, provavelmente tira ela da geladeira e coloca direto na boca do fogão para esquentar, não é? Embora seja bem prático, saiba que essa prática também está influenciando para que a panela dure menos tempo.

O choque térmico ao qual são expostas prejudica fortemente o revestimento das panelas antiaderentes, comprometendo não só sua beleza com o passar do tempo, como também sua função de não deixar que os alimentos grudem. Veja como fazer sua frigideira antiaderente durar mais tempo.

5. Você pode estar gastando mais energia

A conta de luz está cara, então não dá para dar mole com desperdício, em? Caso você tenha o costume de tirar as panelas ainda quentes do fogão e logo guardá-las no refrigerador, saiba que está contribuindo para um maior gasto de energia.

A lógica é simples: a geladeira trabalha para manter uma temperatura constante em seu interior. Quando uma panela quente (ou qualquer outro utensílio) entra nela, o eletrodoméstico precisa “trabalhar mais” para manter a temperatura atual. No fim das contas, isso de ter que “gelar mais” para manter a temperatura representa um maior gasto de energia que pode refletir no seu bolso. Então melhor evitar, certo?

Como armazenar os alimentos corretamente na geladeira?

Se você não deve guardar panelas dentro da geladeira, como fazer o armazenamento correto dos alimentos que sobram? O ideal é contar com potes de vidros, com fechamento hermético — esse é o jeito mais seguro.

Também dá para usar recipientes de silicone ou plástico, mas nesse caso é importante conferir se os materiais são livres de bisfenol (PBA), um composto químico que também é prejudicial à saúde — que pode causar alterações no sistema endócrino e reprodutor.

Outra dica interessante é dar preferência para armazenar os potes nas partes mais frias da geladeira ou no freezer, caso não saiba ao certo quando vai consumir. Assim, a comida pode durar bem mais.

Veja mais:

Marmita congelada com gostinho de comida fresca: aprenda a fazer com as dicas do TudoGostoso

12 alimentos que você precisa parar de guardar na geladeira

Parece mágica: como salvar a cenoura murcha na geladeira usando água

 

Recomendadas
Pela Web