5 dicas de ouro para preparar mariscos

É fã de mariscos? Então confira dicas de preparo, ideias de receitas e muito mais para impressionar seus convidados!

Quem ama frutos do mar está sempre em busca de dicas para não errar no preparo, que, apesar de simples, demanda bastante cuidado. Hoje nós vamos trazer algumas dicas de ouro para você arrasar na cozinha com suas receitas preferidas de frutos do mar. Vem ver!

shutterstock_187471388

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Camarões, lagostas, ostras, amêijoas, lulas e outras delícias do mar são mesmo incríveis. Se os peixes já fazem muito sucesso na cozinha , camarões são ainda mais versáteis, especialmente se utilizados como recheios de tortas salgadas, crepes, empadas e quiches. Mas para crustáceos e moluscos fresquinhos, é fundamental conhecer algumas dicas, especialmente na hora de escolher qual levar. O preparo também é importante – afinal de contas, quem gosta de camarão “borrachudo”?

Para te ajudar nesta missão, hoje selecionamos dicas imperdíveis para não errar mais na hora de preparar frutos do mar. Venha conferir!

1. Na hora de escolher – Amêijoas, ostras e vieiras devem ser compradas bem frescas. As conchas devem estar completamente fechadas, úmidas e brilhantes. O odor, apesar de forte, deve ser agradável, jamais semelhante ao de “peixe passado”. Camarões devem estar úmidos e com a cor bem viva, assim como lulas e polvo.

2. Como limpar – No caso de mariscos, utilize uma faca pequena para remover a crosta grossa que fica sobre eles. É fundamental também retirar a areia das amêijoas, polvilhando sal e mergulhando-as em água bem fria. Você também pode deixá-las de molho em água marinha durante algumas horas – o fundo do recipiente onde as deixou estará cheio de areia. Se preferir, deixe-as de molho com vinagre, que também funciona bem para desinfetar. No caso de mexilhão, retire as fibras com o polegar apoiado na lâmina da faca e despreze-as. Cozinhe, com a panela tampada, até as conchas abrirem (despreze as que ficaram fechadas).

3. Polvos e lulas – Curiosamente, os menores, de até 1 kg, são mais macios e, por isso, opte por eles. O odor deles deve ser leve, neutro e, em caso de lula, observe se ela está sem visco aparente. Se for armazenar lulas e polvos na geladeira, embale-os em recipientes plásticos entre camadas de gelo.

4. Preparo – São tantas as possibilidades de preparo dessas delícias do mar que a gente te dá apenas algumas ideias. Mexilhões podem ser preparados ao vinagreteem forma de moqueca com molho de tomate  ou em forma de risoto; moluscos como lambretas, por exemplo, podem ser preparados apenas temperados e fervidos. Vieiras podem ser preparadas com aspargos, formam uma combinação perfeita!

5. Não cozinhe demais – O segredo para as preparações ficarem deliciosas, suculentas e macias é não cozinhar demais. Polvos e lulas, por exemplo, têm suas fibras endurecidas com o excesso de calor, o que torna a carne elástica e não macia.

Recomendadas
Pela Web