Diferenças entre espumante, champanhe, sidra e muito mais

Champanhe, espumante, frisante, prosecco… O TudoGostoso está aqui para descomplicar a sua vida e te explicar as diferenças entre eles!

O ano de 2017 está quase ao fim e muitas preparações são feitas para receber o novo ano. Dentre elas, temos a magnífica ceia de Ano-Novo, afinal, comer comidas gostosas é melhor forma de comemorar! Mas, para acompanhar essas maravilhas, precisamos escolher uma bebida: champanhe. Ou seria espumante? Mas e a querida sidra? São tantas bebidas parecidas que todo mundo fica confuso. Mas é claro que o TudoGostoso está aqui para te contar as diferenças entre elas! Confira!

diferenças entre champanhe, espumante e sidra

Taças de bebida com decoração de Ano-Novo

Diferenças entre espumante, champanhe, prosecco e sidra

Espumante

O espumante se dá a partir da segunda fermentação do vinho branco, quando então ele se torna gaseificado. Várias bebidas podem ser consideradas espumantes, como o champanhe. Ou seja, todo champanhe é um espumante, mas nem todo espumante é um champanhe. Mas calma que o TudoGostoso explicará tudinho!

quais são as diferenças entre champanhe, espumante e sidra

Taças de champanhe

Tipos de espumante

Frisante: enquanto o frisante ainda é um espumante, ele passa apenas por uma fase de fermentação, o que torna menos gaseificado do que o champanhe. Para quem não gosta de bebida com muito gás, esse definitivamente será a escolha certa!

Champanhe: para o champanhe ganhar esse nome, ele precisa ser produzido em Champanhe, uma região que fica ao norte de Paris, na França. Apesar de muita gente falar “a” champanhe, o correto é “o” champanhe. Afinal, trata-se de um vinho, um substantivo masculino.

Prosecco: para ser considerado prosecco, ele precisa ser produzido na região de Vêneto, na Itália. Assim como os outros dois, ele também é gaseificado. O que torna o prosecco, o champanhe e o frisante diferentes é apenas o modo de preparo e a região em que são feitos.

Sidra: agora chegou a novidade! A sidra não é um vinho! Isso mesmo: ela é feita a partir da fermentação do suco de maçã e possui teor alcoólico entre 5% e 7%, enquanto os espumantes tem 11%. Portanto, como a sidra não é um vinho, ela não pode ser considerada espumante. É uma classe totalmente diferente. Mas não a subestime: ela consegue fazer drinques deliciosos!

quais são as diferenças entre champanhe, espumante, prosecco e sidra

Bandeja com taças de espumante

Veja também:

5 dicas para limpar taças perfeitamente

Ideias de decoração para o Ano-Novo

Ceia de Ano-Novo: tradições ao redor do mundo

Recomendadas
Pela Web