Dicas para um arroz super soltinho

Um alimento muito comum na mesa dos brasileiros guarda um mistério bem recorrente: afinal, como deixar o arroz soltinho?

Um alimento muito comum na mesa dos brasileiros guarda um mistério bem recorrente: afinal, como deixar o arroz soltinho?

Arroz e feijão são quase uma unanimidade na mesa dos brasileiros, o que é uma escolha muito acertada! A dupla une carboidratos com proteínas e um complementa o outro em aminoácidos (o feijão é rico em lisina, enquanto o arroz é rico em metionina) muito favoráveis ao organismo.

Mas, mesmo combinando com risotos, estrogonofe e até na versão doce, se estivermos falando de refeições principais não tem jeito: o arroz precisa estar soltinho. E saiba que existem alguns truques para atingir a perfeição no preparo. Vem ver!

Escolha do grão – Na hora da compra, observe a integridade dos grãos já que os quebradinhos vão desmanchar no cozimento e deixar o arroz “empapado”. Se a prioridade for um arroz soltinho, evite o arroz branco, que tem mais tendência a grudar; os parboilizados ficam bem mais soltinhos!

Lavando e escorrendo o arroz – A água tira o excesso de amido, que é o grande responsável pelo arroz “unidos venceremos”. Procure lavar o arroz até que a água saia transparente, em vez de esbranquiçada. Além disso, a água inicia a hidratação do grão, o que facilita seu cozimento, retira impurezas e mata eventuais insetos.

Refogando os temperos – O principal é não colocar muito óleo ou azeite – apenas um fiozinho é suficiente. Procure fazer com que a gordura envolva todos os grãos, mas tomando o cuidado de não deixá-los muito encharcados. Escolha uma panela que comporte o arroz com certa folga, já que os grãos crescem cerca de 60% após o cozimento.

Água do cozimento – Evite utilizar a água fria ou fervendo, o ideal é que ela esteja apenas aquecida. Além disso, a medida mais usada pelo brasileiro é duas partes de água para uma de arroz. Cozinhe o arroz com a panela fechada e retire a tampa apenas para secar, ou seja, quando o arroz já estiver macio, mas restar ainda alguma água entre os grãos.

Armazenamento – Armazene o arroz ainda quente, depois de soltá-lo com um garfo. Mas atenção: se a cebola não foi bem refogada, é provável que o arroz não esteja mais tão saboroso em poucos dias.

Recomendadas
Pela Web