Ceia de Ano-Novo: tradições ao redor do mundo

Confira quais são as tradições da ceia de Ano-Novo ao redor do mundo e o porquê delas!

A celebração da virada do ano é um momento especial e, como toda boa festa, deve ser recheada de deliciosas comidas e boa bebida. Para além da comilança, há também as crenças de que certos alimentos trarão boa sorte para o ano que está por vir. O consumo de um ou outro alimento pela fé e a esperança de que com ele alguns desejos se realizarão não é igual em todos os países, mas há alguns itens que já são considerados indispensáveis nas ceias de Ano-Novo pelo mundo. Você sabe o real significado de consumir essas comidas na noite da virada? Dê só uma olhada nessas curiosidades da ceia de Ano-Novo ao redor do mundo!

Recipiente com lentilhas cozidas

Recipiente com lentilhas cozidas

Lentilha

A lentilha, nem tão consumida no Brasil durante o ano, já é bastante conhecida nos banquetes de Ano-Novo. No Brasil e no Chile, acredita-se que deve ser a primeira coisa a ser consumida na ceia, logo após a meia-noite, para que não falte dinheiro durante o ano que está por vir. Na Itália, cada batida do sino é acompanhada por uma colherada de ensopado de lentilhas. Mas você sabe por que o consumo da leguminosa tem esse significado? O formato achatado e redondo faz com que a lentilha lembre uma moeda, tornando esse alimento sempre presente nas festas de Ano-Novo pelo Brasil e pelo mundo afora. Além de tudo, a lentilha também dobra de tamanho, representando riqueza e sorte.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)
Arroz branco em uma tigela

Arroz branco em uma tigela

Arroz

Ainda que não falte na mesa do brasileiro o ano todo, o arroz também é considerado um alimento fundamental na ceia de Ano-Novo em países como Coréia, Japão, Líbano e Dinamarca. Para os japoneses, já que o alimento dobra de tamanho depois de pronto, ele representa riqueza e sorte. Além de tudo, ele simboliza abundância e fertilidade. No Líbano, costuma-se comer somente alimentos brancos na noite da virada, fazendo com que o arroz esteja presente também no cardápio da ceia desse país. Que tal experimentar fazer um arroz com lentilha? Aí é riqueza que não acaba mais!

Tender assado com cravos

Tender assado com cravos

Carnes

A crença popular acredita que não se deve consumir carne de aves no Ano-Novo, pois esses animais ciscam para trás, o que simbolizaria retrocesso e atraso de vida. Para quem opta por carnes mais magras, pode substituir a ave por peixe, que nada para frente e está ligado à prosperidade. A carne de porco também é bastante consumida e está relacionada à abundância, por seu tamanho volumoso, e à fartura e à riqueza, por seu alto nível de gordura. Ela deve ser sempre colocada no centro da mesa, pois simboliza progresso. Ao contrário das aves, o porco anda e fuça para frente, sendo associado ao avanço e à prosperidade.

Uvas verdes e roxas

Uvas verdes e roxas

Uvas

As frutas que nascem em cachos ou possuem muitas sementes simbolizam fartura. Os espanhois comem exatamente 12 uvas na hora da virada. Conta-se que a tradição começou em 1909, com uma jogada de marketing dos produtores da uva Alicante, que queriam se livrar do excedente de produção daquele ano. Com o passar do tempo, as 12 uvas passaram a representar os 12 meses do novo ano e a esperança de que eles também seriam doces. O consumo de bebidas como vinhos, champagne e espumantes também são incentivados na ceia de Ano-Novo, por serem produzidos através dessa fruta que representa energia positiva e otimismo. A dica é: faça um pedido ao comer cada uma das 12 uvas e um brinde bem intenso com uma das bebidas especiais!

Romãs e sementes da fruta

Romãs e sementes da fruta

Romã

A romã simboliza fartura e fertilidade e é muito cultuada em antigas culturas orientais, pois acredita-se que atrai riqueza para aqueles que a cultivam. Por ter muitas sementes, está ligada ao nascimento e à abundância. Aqui no Brasil, o ritual de Ano-Novo é segurar três sementes nos dentes à meia-noite, pedindo dinheiro para o ano que se inicia. Essas sementes devem ser guardadas na carteira durante todo o ano, embrulhadas em papel branco.

Oleaginosas: nozes, castanhas, avelãs e amêndoas

Oleaginosas: nozes, castanhas, avelãs e amêndoas

Nozes e castanhas

As nozes e castanhas são muito consumidas nessa época do ano e merecem até prateleiras de destaque nos mercados, feiras e empórios durante as festas. O que poucas pessoas sabem é do real motivo do consumo dessas oleaginosas no Ano-Novo. Antigamente, como eram fáceis de armazenar durante períodos mais rigorosos, como guerras e secas, esses alimentos foram relacionadas à prosperidade e a um bom início de ano.

Recomendadas
Pela Web