5 dicas para controlar a fome emocional: confira

É mais fácil do que você pensa: confira 5 dicas de como lidar com a fome emocional.

Fome emocional: já ouviu falar dela? Existe uma diferença entre fome ou simplesmente vontade de comer. Enquanto uma se refere a uma necessidade fisiológica do nosso organismo, a outra é provocada por fatores psicológicos — que podem ser provocado por fatores como tédio, ansiedade, cansaço, estresse ou tristeza, por exemplo. Se isso se tornar um hábito constante, o impulso por comer além do que devia pode acabar levando ao ganho de peso. Então, afinal de contas, como controlar essa fome que parece não ter fim? O TudoGostoso vai te mostrar 5 dicas para controlar a fome emocional:

Guloseimas em um prato na geladeira

Guloseimas em um prato na geladeira

5 dicas para controlar a fome emocional

Fome ou sede?

Pois é, leitor: é bem comum confundirmos fome com sede. Mas o segredo é ficar de olho no seu organismo e entender os sinais dados por ele. Se a sua fome for apenas a necessidade de beber água, ela passará alguns minutos após ingerir o líquido, evitando que você coma apenas por comer.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Beliscar comidas ao longo do dia

Um biscoitinho aqui, um pedaço de torta ali, uma empadinha cá… Quem nunca ficou caçando comidinhas para beliscar durante o dia? O fato de fazer lanchinhos para distrair a fome durante o dia nos leva a crer que, por serem pequenos, não contam como uma refeição.

Mas esse hábito pode te prejudicar, afinal, de pouco em pouco, esses pequenos lanches podem interferir no seu organismo — ainda mais porque esses lanchinhos ao longo do dia costumam ser calóricos. Por isso, não dê bobeira! Para evitar beliscar, procure se alimentar de 3 em 3 horas — mas com refeições saudáveis e que te saciem, como frutas e oleaginosas.

Pare e entenda que tipo de fome você está sentindo

Muitas vezes, a falsa sensação de fome é provocada por fatores emocionais, como raiva, tristeza, ansiedade. E, para aliviar esses sentimentos, temos o costume de recorrer a alimentos calóricos — como um bolo de chocolate, um pratão de brigadeiro ou um pote inteiro de sorvete — como forma de compensar essas emoções negativas. Dessa forma, você acaba consumindo alimentos calóricos e gordurosos, mas sem necessidade. Afinal, se fosse fome fisiológica, você iria se contentar com qualquer tipo de comida, né? Até salada!

Prato com uma fatia de bolo de chocolate

Prato com uma fatia de bolo de chocolate

Não se renda aos alimentos calóricos tão fácil assim

Após compreender que se trata de uma fome emocional e não física, o segredo é saber como lidar com ela sem tudo acabar em doces e calorias! Por isso, procure outras opções para lidar com os sentimentos negativos e afogar as mágoas. Uma das dicas é sacudir a poeira e mexer o corpo! Atividades físicas como corridas, caminhadas ou até mesmo andar de bicicleta podem contribuir para um corpo mais saudável e também para distrair a mente.

Tudo é uma questão de equilíbrio

O segredo de tudo é apenas não exagerar nos pratos! Afinal, tem dias que, sim, tudo o que queremos é um doce pra lá de caprichado. Porém a chave do sucesso é não tornar isso o hábito e reconhecer que existem outras formas de aliviar os sentimentos negativos.

Recomendadas
Pela Web