Animais consumidos vivos: conheça 8 iguarias

Uma inusitada seleção: confira 8 animais consumidos vivos na culinária mundial!

A culinária não deixa de surpreender com seus ingredientes diferentes e combinações inusitadas. Como existe gosto para tudo no mundo, há pessoas que adoram comer pratos que são considerados estranhos por muita gente. O TudoGostoso fez uma seleção bem inusitada: 8 animais consumidos vivos ao redor do mundo para te surpreender! Sim: isso existe. Confira a seguir e nos conte o que achou nos comentários do Facebook!

8 animais consumidos vivos

Ouriço-do-mar

Animais consumidos vivos: ouriço-do-mar

Ouriço-do-mar

Prática habitual na Itália, comer o ouriço vivo requer um instrumento especial para abri-lo e a mente aberta para uma textura diferente. A parte comestível desse bichinho é localizada dentro de seu casco e conhecida como gônoda, o aparelho reprodutivo. É necessário cuidado ao manuseá-lo para não ter acidentes com os espinhos venenosos e poder aproveitar a carne, que se desmancha em contato com a língua.

NÃO PARE AGORA... TEM MAIS DEPOIS DA PUBLICIDADE ;)

Odori Ebi

Iguaria típica da culinária japonesa, essa prato também é conhecido como “sashimi dançante”. Feito com o filhote do camarão sem cabeça e casca, ele recebe esse apelido pelos movimentos que o camarão faz antes de ser consumido, como se estivesse dançando no prato. Aconselha-se harmonizar o sashimi com o saquê, mergulhando-o na hora de consumir.

Animais consumidos vivos: sannakji

Animais consumidos vivos: sannakji – polvo vivo

Sannakji

Esse prato tem como ingrediente principal o Nakji, um pequeno polvo. Típico na Coréia, os tentáculos são cortados fora e servidos ainda se contorcendo ao cliente. Por vezes, como as ventosas ainda estão ativas, elas podem até grudar na garganta ao serem ingeridas.

Salada de formiga

Eleito por três vezes consecutivas como melhor restaurante do mundo pelo Guia Michelin, o dinamarquês Noma tem em seu menu um prato que gera polêmica. A salada tem como ingrediente principal um ingrediente inusitado: formigas vivas. Após serem armazenadas no frio para ficarem mais lentas, são colocadas sobre as folhas de alface, prometendo o gostinho de capim-limão para quem as saboreia. Teria coragem de experimentar?

Salada de formigas

Animais consumidos vivos: salada de formigas com foco nas formigas

Camarão embriagado

Essa receita chinesa pode causar ainda mais estranhamento que os outros pratos. Nessa iguaria, os camarões vivos são servidos com uma bebida alcoólica de 40% a 60% de álcool. Os camarões são adultos e grandes e, às vezes, caem para fora do prato por causa de seus movimentos fortes do corpo, sendo necessário consumi-los rapidamente. Estranho, não?

Sashimi de sapo vivo

Nessa receita o sapo é mantido vivo até o momento do consumo. Cortado na hora, estripado e tendo a pele removida, metade do sapo é colocado no gelo, limão, molho shoyo e a outra parte cortada como porção menor. É comum o sapo continuar a se mexer no momento em que está no prato.

Ikizukuri

Em japonês, Ikizukuri pode ser traduzido como “preparado vivo”, exatamente o modo de preparo desse prato. Esse sashimi é feito com o próprio peixe ainda vivo, sendo cortado na frente dos clientes e servido rapidamente. O coração é deixado intacto e é possível ver os batimentos ao ser servido, além dos movimentos da boca do peixe.

Casu Marzu - queijo com larvas

Animais consumidos vivos: casu Marzu – queijo com larvas

Casu Marzu

Essa prato é tradicional da região da Sardenha: um queijo feito à base de leite de ovelha. O queijo em si não leva nenhum animal vivo, porém ele é consumido harmonizando com larvas. O queijo passa por um processo de decomposição e as larvas são adicionadas para ajudar a quebrar a gordura. Após, o queijo fica com um aspecto aerado e macio e fica pronto para o consumo.

E você? Tem coragem de experimentar alguma dessa iguarias? Conte para a gente nos comentários do Facebook!

Recomendadas
Pela Web