Dicas para quem deseja aumentar os lucros vendendo quentinhas

Muitos de nós procuram formas de ganhar uma renda extra, mas poucos sabem que comercializar quentinhas e marmitas pode ser o negócio ideal para esse fim.

Comercializar quentinhas e marmitas pode ser o negócio ideal para quem quer começar um negócio com baixo investimento.

Muitas pessoas buscam opções para complementar a renda mensal. E como todos nós temos talentos escondidos, essa tarefa não precisa ser tão difícil. Devemos estar atentos ao que sabemos e fazemos de forma automática — e na maioria das vezes prazerosa — em nosso dia a dia. Alguns sabem trabalhar com artesanato, outros têm habilidades em serviços gerais que todos precisamos vez ou outra, e têm aqueles com grandes talentos culinários.
Docinhos, bolos e doces são os campeões quando o assunto é ganhar um extra no fim do mês, mas uma ótima alternativa (e muito rentável) é preparar refeições e comercializar quentinhas. Afinal, todos precisamos comer, não é?
As quentinhas são uma grande alternativa para quem quer montar seu próprio negócio, já que exigem baixo investimento e apresentam, em geral, preços menores que os dos restaurantes com a comodidade de o consumidor não precisar sair de casa ou do local de trabalho para comer.

Então, para facilitar a vida dos empreendedores, cozinheiros e chefs que querem começar ou já possuem suas empresas de marmita, fizemos uma lista de dicas que tornarão seu esforço menor.

Para início de conversa, é preciso entender que, apesar de parecer um negócio muito simples, vender quentinhas exige uma logística bem planejada, como qualquer outro ramo. A estrutura da empresa é bem simples, mas sem organização e tarefas bem distribuídas, é impossível começar qualquer empreendimento.

Uma grande dica é não trabalhar sozinho. Ainda que se trate de uma empresa somente sua, você vai precisar de outras pessoas, já que não tem como cozinhar, atender pedidos e fazer entregas contando apenas com o seu trabalho.

Defina um modelo de negócios. Você já sabe se venderá suas refeições em um lugar físico ou se fará entregas? Ter um estabelecimento trará algumas obrigações e gastos que cozinhar na cozinha de casa não. Alvarás, aluguel, mobília, tudo isso está incluso no pacote de ter uma loja. Portanto, se seu orçamento inicial é pequeno, opte por cozinhar de casa e disponibilizar o serviço de delivery.

Analise a concorrência. Como em qualquer tipo de negócio, é extremamente importante fazer uma análise de como as lojas do ramo alimentício funcionam nas proximidades da sua área de atuação. Existem muitos restaurantes? Que tipos de opções de comida estão disponíveis nas redondezas? Há muitas outras empresas que oferecem o mesmo serviço? Outro ponto-chave é avaliar se há demanda do serviço oferecido. Têm muitas empresas no local onde montará o seu negócio? Há público consumidor de suas quentinhas?

Saiba a sua área de entregas. Defina um roteiro. Ter que percorrer toda a cidade para fazer entregas pode ter um preço mais alto que seu lucro, e nenhuma empresa tem sucesso dessa forma.

Monte seu cardápio baseado nos vegetais da época, já que eles ficam consideravelmente mais baratos nos meses de colheita, além de terem muito mais sabor, aroma e cor. Seus pratos ficarão mais saborosos e a apresentação bem mais bonita.

Saiba comprar. Uma das dicas mais preciosas para quem trabalha comercializando comida é saber comprar bem os ingredientes. Por isso, fique ligado nas promoções dos supermercados diariamente e vá àqueles que oferecem preços mais baixos por produtos de confiança. Ofertas como “terça-feira é o dia da carne no Mercadinho do Bairro” são ótimas e podem gerar uma grande economia no fim do mês.

Monte um cardápio simples. Para começar, o ideal é que você monte um menu bem simples, mas muito saboroso. Pratos como massas e combinados práticos são aconselhados. Para você ter uma ideia, dê uma olhada neste estrogonofe de frango , nesta torta salgada de liquidificador e nesta saborosa panqueca de carne .

Por último, mas não menos importante, faça um plano de divulgação da sua marca. Invista em panfletos, ímãs e promoções do tipo “compre dez refeições e décima primeira sai de graça”. Além disso, não espere que os consumidores venham até você. Usar a tecnologia a seu favor pode fazer toda diferença no seu negócio, por isso, crie grupos dos seus clientes de cada empresa e passe o cardápio diariamente. Isso não deixará que sua marca seja esquecida.

Recomendadas
Pela Web