Papinhas: dicas de como preparar uma alimentação deliciosa para o bebê

Sai o leite materno e entram em campo os alimentos: venha conferir algumas dicas de como as papinhas – deliciosas e nutritivas – irão contribuir para que seus pequenos cresçam fortes e saudáveis!

As papinhas, além de nutritivas, podem ser muito saborosas!

Hmm, papinha! Confira como essa refeição pode ser super importante para o crescimento saudável dos pequenos.

Já sabemos o quanto a alimentação é importante e capaz de exercer influência direta em nossa saúde e disposição. E isso não é diferente para os bebês, que estão em fase de crescimento. Após a amamentação, quando passam à alimentação sólida, é necessário recorrer a alimentos saudáveis para garantir nutrientes fundamentais ao desenvolvimento físico e intelectual deles.

Por isso, separamos algumas dicas de como preparar uma papinha que seja não apenas cheia de nutrientes, mas seja também saborosa e atraente, já que uma papinha colorida, com certeza, vai atrair a atenção de seu filho. Quer saber como fazer? Então vem com a gente!

Alimentos: da compra ao prato

Lembre-se que qualidade é tudo nessa hora. Dê preferência a frutas, verduras e legumes frescos, com cores vivas e ausência de manchas.

Em seguida, já em casa, higienize muito (muito mesmo) bem os alimentos! Após isso, coloque-os para cozinhar – em vapor é uma das mais recomendadas, pois conserva a maior parte dos nutrientes – com água filtrada.

Para montar o prato, você pode: partir em pedaços bem pequenos, amassar, ou passar por uma peneira. Ah, e procure verificar a temperatura da comida antes de dá-la ao bebê. Ela deve estar morna e agradável, de forma que o bebê se alimente, mas sem se queimar.

As papinhas coloridas podem atrair o interesse das crianças por elas.

Cores atraentes: as papinhas possuem sabor e nutrição, além de possuírem um visual interessante às crianças.

Como combinar os alimentos? 

A substituição do leite materno por outros alimentos deve ser feita aos poucos, sempre observando como o bebê irá reagir a cada alimentação. Procurando sempre dar preferência a alimentos nutritivos e frescos, as papinhas salgadas podem ser uma refeição poderosa quando feita com verduras e legumes amassados e misturados. Caldos de carne ou de frango também podem contribuir para deixar a papinha ainda mais deliciosa e irresistível!

Você pode investir em: abóboras, abobrinhas, batatas, cenouras, chuchu, mandioquinhas, dentre tantas outras devidamente cozidas, amassadas, peneiradas e misturadas a temperos naturais (caso queira). Apenas use sempre o bom senso nas combinações e não abra mão de provar um pouco antes de dar a comida aos pequenos.

Tempero pra que te quero

Nós já sabemos que um bom tempero faz toda a diferença em um prato, não é? Com os pequenos,  o esquema segue o mesmo – com exceção do sal. Procure excluir o sal das papinhas e, no seu lugar, acrescentar temperos naturais como salsinha, alho ou cebola, que vão deixar um gostinho incrível e ganhar o coração das crianças.

Humm, hora dos docinhos!

Nananinanão, aqui o assunto não é docinho de festa – mas sim, deliciosas frutas amassadas! Pois é, esse alimento pode cair bem pela manhã, como café da manhã, ou como lanchinho da tarde. Frutas como banana, maçã, mamão ficam irresistíveis e saborosas, ganhando o gosto dos pequenos – afinal, eles também são apaixonados por doces.

Qual o jeito ideal para guardar?

É normal, ás vezes, errar a mão na massa e acabar fazendo mais comida do que o esperado. Porém, aqui a missão é desperdício zero! Você pode guardar as papinhas em potes, procurando sempre dar preferência aos de vidro e evitar os potinhos plásticos que contenham bisfenol (BPA), uma substância prejudicial à saúde. Você também pode optar por recipientes de inox ou silicone.

Praticidade: congelando e rendendo

Fez uma comida em grandes quantidades e acabou sobrando? É bem simples. Basta guardá-la em potinhos de vidro, e em seguida, colocá-las para congelar de maneira correta, fazendo render a papinha mantendo seus nutrientes.

Mas é bom ficar atento para não “esquecer” as refeições dos pequenos no congelador, afinal, se ficarem muito tempo ali, podem perder sua qualidade – tanto no quesito nutricional quanto sabor. Por isso, procure deixar apenas em um período de até 2 dias.

As frutinhas podem fazer deliciosas papinhas para o café da manhã ou lanche da tarde.

Os pequenos também amam docinhos: aposte na combinação de deliciosas frutas amassadas!

Recomendadas
Pela Web