Como preparar o gratinado perfeito

O gratinado era tudo que faltava! Confira como fazer essa técnica perfeitamente, deixando seus pratos ainda mais irresistíveis e especiais – crocantes por fora, macios e deliciosos por dentro. É tentador!

Gratinar os pratos ajudam a deixá-los mais apetitosos e interessantes.

Crocante por fora, macio e delicioso por dentro: os gratinados prometem deixar sua refeição irresistível!

Pratos gratinados são incríveis! Dando água na boca só de pensar, essa técnica francesa veio para deixar sua refeição mais apetitosa. Afinal, o que dizer de uma casquinha de queijo crocante, deixando o interior do prato quentinho, úmido, macio e delicioso? Qualquer coisa com queijo é capaz de conquistar o paladar, mas o gratinado é aquele toque especial que pode transformar receitas.

E ao contrário do que você pode estar pensando, gratinar não significa apenas colocar uma fatia de mussarela em cima do prato e levar ao forno. Temos uns truques pra lá de bons que podem deixar seu gratinado perfeito! Ficou curioso? Então vem ver como deixar suas receitas douradinhas, gostosas e ainda mais interessantes.

Qual tipo de queijo posso utilizar?

Já começamos com boas notícias! Um dos queijos perfeitos para gratinar é o mussarela, esse queijinho que (geralmente) utilizamos muito no nosso dia a dia. Além disso, o parmesão também é uma ótima escolha, sendo delicioso quando ralado na hora.

Vale ressaltar que o queijo branco não combina com os gratinados, pois ele pode deixar seu prato com aquela consistência de “borrachudo”. Aí não, né?

Quais são os melhores pratos gratinados?

Aqui a regra é praticamente não ter regras. Afinal, uma textura crocante de queijo parece cair bem em tudo, não é mesmo? Mas vamos a algumas dicas: você pode utilizar essa técnica arrasadora em massas (imagina uma lasanha gratinada? Hmmm), carnes (frangos e carnes vermelhas ganham um charme a mais) e inclusive legumes (uma boa técnica para quem quer começar a se aproximar dos alimentos saudáveis).

Uma batata gratinada sempre será bem-vinda! Tortas também se tornam divinas quando feitas com essa técnica deliciosa. Solte a criatividade e deixe seus pratos ainda mais gostosos!

Invista em um macarrão suculento, acompanhado de um saboroso molho, e claro, gratinado!

Pedacinho do céu na terra: massas, quanto gratinadas, deixam seus pratos ainda mais saborosos e caprichados.

Um bom gratinado é acompanhado de molhos

O segredo de um bom gratinado é adicionar molho antes de acrescentar o queijo. Isso porque o molho vai impedir que o alimento resseque, e, por consequência, vai deixá-lo cremoso, quentinho e com aquela textura macia e cremosa que idolatramos! Por isso, use e abuse do molho – principalmente em carnes e massas.

Legumes ou batatas combinam bastante com molho branco, por exemplo. Massas ficam deliciosas com molho vermelho, ou um molho bolonhesa caprichado. Fricassê também fica ma-ra-vi-lho-so com molho e gratinado, além do clássico e incrível strogonoff (isso mesmo! Mas fique atento para usar creme de leite fresco, isso vai impedir que ele talhe).

Fique de olho no tamanho dos alimentos

O tamanho é um detalhe importante. Procure partir os alimentos em pedaços pequenos para em seguida, gratiná-los. Além de ficar mais saboroso, isso vai evitar que o alimento resseque. Afinal, não parece muito atraente a ideia de um pedação de carne gratinado, porém seco, não é mesmo? Por isso, evite peças inteiras.

Além de gostosos, o gratinado é uma ótima tática para se aproximar dos legumes.

Legumes gratinados são super saborosos, sendo uma boa tática para ir se familiarizando com a alimentação saudável.

De olho no recipiente

Procure montar sua receita gratinada diretamente no recipiente que levará ao forno. Dessa forma, dê preferência a recipientes de cerâmica, vidro ou inox. Isso porque esses materiais retém o calor, deixando a sua receita com a temperatura e consistência ideais: crocante por fora, macio por dentro. Ah, e para evitar que a receita transborde, procure utilizar formas com 3 cm de borda.

Ah, e evite gratinar pratos frios, pois essa experiência pode ser frustrante. Por estarem gelados, o queijo vai acabar gratinando e formando a casquinha antes mesmo de aquecer o interior do prato. Seria um risco comer um prato gelado ou um gratinado queimado – aí não dá não!

Hora de ir ao forno!

Finalmente chegou a hora tão aguardada! O segredo é preaquecer o forno entre 180 a 200º C antes de colocar o prato, deixando bem quentinho para transformar seu queijo numa “cobertura crocante” irresistível.

Mas é bem importante ficar de olho no prato enquanto ele estiver no forno. O ponto que indica um gratinado perfeito é quando o queijo começar a borbulhar, estando douradinho, ou então entre o tempo de 5 a 10 minutos, na qual o queijo irá derreter e ficar crocante.

Para um almoço cheio de sabor, aposte na batata gratinada com pedacinhos de bacon.

Os gratinados deixam o prato ainda mais atraente, e claro, muito mais saboroso! Vai uma batata gratinada aí?

Recomendadas
Pela Web