Buffet corporativo: saiba como ganhar dinheiro com comida

O buffet ou catering corporativo mostra-se cada vez mais em alta, e a boa notícia é que o negócio pode ser uma ótima forma de aumentar a renda familiar, trabalhando com algo delicioso!

franquias de buffet corporativo

Franquias de buffet corporativo são uma ótima saída para quem quer ganhar dinheiro sem ter chefe.

Mulheres e mercado de trabalho

O mercado de trabalho pode não ser tão fácil para as mulheres – principalmente para as que são mães ou que são mais velhas. Uma das formas mais poderosas de empoderamento feminino é através da criação de oportunidades e de trabalhos paras mulheres. Uma das alternativas que elas encontram é tem um negócio próprio, como Cristiane Goulart, CEO da Companhia Altas Ideias. Ela começou a empreender aos 14 anos de idade, como animadora de festas e, hoje, é responsável pela Coffee Break Delivery, do ramo de buffet corporativo. Sobre empreender sozinha desde cedo, ela afirma: “Os desafios foram muitos, mas o mais difícil foi começar a empreender muito jovem e sem nenhuma noção do que é ter e manter um negócio”. Hoje, ela quer ajudar outras mulheres a criarem seus filhos, cuidarem da família e gerarem dinheiro através do negócio de franquias da Coffee Break Delivery.

Mulheres aumentam a renda familiar com franquias de alimentos

Trabalhar com comida é uma saída para mulheres que querem se encaixar no mercado de trabalho e aumentar a renda familiar.

Franquias: como funcionam?

Mas você sabe o que é e como funciona uma franquia? Em resumo, uma franquia é uma espécie de licença para usar uma marca e o modelo de negócio de determinados produtos ou serviços de uma empresa. O franqueador é aquele que cede os direitos dos produtos ou serviços e quem compra/recebe é o franqueado. No caso da Coffee Break Delivery, a empresa presta serviços de buffet para empresas, oferecendo a comida e a estrutura para os eventos acontecerem. Cristiane Goulart nos contou sobre o começo da sua carreira e desafios. Confira a seguir:

TudoGostoso: “Cris, sua trajetória é um exemplo a ser seguido por mulheres de todo o país. Você poderia citar alguns dos muitos desafios que enfrentou — desde seu início como animadora de festas — para chegar ao patamar que a sua empresa, a Altas Ideias, alcançou hoje?”
Nossa, desafios foram muitos, mas acho que o mais difícil foi de começar empreender muito jovem e sem nenhuma noção do que é ter e manter um negócio! Acho que a nossa cabeça direciona os nossos resultados; mesmo tendo nascido pobre, nunca me senti menosprezada por isso. Mesmo tendo nascido mulher, onde chego tenho o meu espaço respeitado: creio que atraio sempre as melhores coisas.

TudoGostoso: “Quais as principais diferenças do ramo de festas, em que sua empresa atuou por tanto tempo, para a área de atuação atual da Altas Ideias, que visa o mercado de catering corporativo?”
A diferença está na entrega: vejo que no mercado de festas falta capacitação, algo que no mercado de eventos corporativos é muito menor. No ramo de festas, temos iniciantes todos os dias, mas, no corporativo, são exigidas tantas capacitações, tantos documentos, laudos e certificações que falta espaço para curiosos. Geralmente, alguns profissionais de festas migram para o mercado corporativo, mas são poucos. Outra característica bem forte é que no corporativo não são tolerados erros. Não há desculpas, tem que gerar solução! É melhor saber bem o que é esse mercado antes de querer ser um aventureiro nele! Em nossa microfranquia de alimentação para o mercado corporativo, damos todo o suporte e treinamento de mais de 26 anos de experiência nos dois mercados, para que pequenos empresários não se aventurem. Queremos ser a bússola para novos empresários desse ramo.

TudoGostoso: “Como chegou à conclusão de que era necessário apoiar as mulheres que gostariam de empreender em todo o Brasil?”
Faço parte de projetos para mulheres desde 2012, quando participei do programa 10.000 mulheres do Banco Goldhman Sacks, e entendi que desejo fomentar negócios e ajudar mulheres a criarem seus filhos, como tive oportunidade de criar os meus. Sei que cuidar da família e ainda gerar dinheiro é um grande desejo de muitas mulheres, como eu, que iniciei um trabalho em casa com festas infantis, para acompanhar de perto o crescimento deles. Essa oportunidade me deu uma satisfação muito grande e hoje vejo isso como um legado que quero deixar para essas mulheres!”

Agora que você já conferiu uma história de sucesso, que tal se inspirar? Veja como funcionam as franquias da Coffee Break Delivery no site da empresa.

Recomendadas
Pela Web